Sistemas Linux em 2017

0 188

Sistemas Linux

Olá, bom dia pessoa! Hoje falaremos da evolução dos sistemas Linux, dos seus softwares, capacidade dos desenvolvedores para ele, e usá-lo como alternativa a sistemas pagos.

Muitas pessoas que não querem testar sistemas Linux ou são críticos dele. O que nós e usuários não Linux ou críticos dos sistemas do Gnu/Pinguim ou SO/Linux devemos fazer é testar, experimentar mesmo que em VMs (Virtual Machines) os sistemas Linux focando principalmente no terminal para podermos fazer-mos juizo se é viável usar estes Sistemas como alternativa ou substitutivo em casa, empresas/escritórios. É realmente viável e satisfatório fazer essa migração?

Sim, basta como foi dito focar no terminal do sistema Linux onde aprenderá muito mais do que ficar mexendo só em interfaces, mas é preciso ressaltar que sistemas como Ubuntu, Mint, OpenSUSE, Manjaro, etc. têm muitas opções de intalação/desinstalação de pacotes e configurações via interface. Além disso, os desenvolvedores e a comunidades de sistemas Linux estão cada vez melhores e rápidos em correções. As suites office, gerenciadores de pacotes como Pacman do Arch, gerenciadores de arquivos, gerenciadores de compactação de arquivos por interface, acessar remotamente via SSH ou server Linux mais avançado a máquina desejada sem precisar pagar nem por um sistemas mínimos e nem por sistemas que beiram os mil Reais. Isso mesmo, é tudo de graça, e ainda têm softwares pagos para este sistema que está em ascenção ininterrupta. Dizer coisas preconceituosas contra os sistemas Linux é usar do idealismo sem posteriormente comprovar se o conceito é verdadeiro diante da realidade, é especular. Veja no vídeo abaixo alguns softwares para usuários iniciantes:

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta